10 de abr de 2012

O Segredo de Rebecca

Uma curta, grossa e dramática historinha contada pelos olhos de um especulador de corações partidos. 
(Essa não foi produzida no seu original em Preto & Branco, foi no rabisco mesmo)


 As pessoas acham que todas as historias de amor são iguais, só muda o tempo e os nomes dos personagens. Concordo em algumas partes. Nenhuma história de amor é igual a outra. Cada uma tem sua essência e seu poder de glória. Também existe o tal “the end” que fica na expectativa se será bom ou cruel. A historia de hoje muita gente vai se encaixar nela, e dizer que já passou por isso. Ou, pensar assim : “Nossa, tem tudo haver comigo”. 
O amor de Aslan pela Rebecca foi repleto de espinhos e obstáculos. Aslan é um jovem rebelde que sempre foi rotulado pelos que não conhece seu coração como o encrenqueiro ou Don Juan do pedaço. Difícil saber o que se passa em seu universo particular. Rebecca, uma jovem desejada por muitos homens em sua ilha. Tem um poder de sedução que deixa os homens aos seus pés. Alguns não aceitando o desfecho da relação começam a persegui-la cruelmente. Deixando-a aprisionada em seu próprio mundo. 

Nesses mundos cruzados, ela conhece o Aslan, se aproximaram, conversaram, e tiveram uma linda noite romântica, com direito a dançar ao luar, deitar na grama e olhar as estrelas, muitas juras de amor, carinhos regados com beijos e abraços...Muita ternura no ar. Um encontro perfeito. Porem, Aslan não pode ficar com a Rebecca, que além do perseguidor cruel, ela tem outro segredo, que nunca fora revelado. 

Depois de muitos trancos e solavancos, da insistência de Aslan, Rebecca se afasta dizendo que esquecesse tudo que eles tiveram. E Aslan respondeu: - Rebecca? Mas se nada for mais possível, você me deixa ficar entao com a menina dos teus olhos... - Pode sim, leva também essa estrela e guarde em seu coração. Ela vai fazer você ver o brilho do meu olhar todas as noites que eu estiver naquele lugar (o tal segredo dela) fazendo a minha obrigação. 

Quando ela se foi, Aslan blasfemou contra todos os deuses daquela ilha, rogou maldição a todos os amantes que nunca pudessem ficar com seus amores. E lançou um jogo mortal com um premio tentador para quem descobrir o segredo de Rebecca. Porque ela precisa ser perseguida pelo ex namorado cruelmente? Porque ela não pode amar outro homem? Porque ela precisa fazer essa tal obrigação todas as noites? 

Aslan se fecha em sua caverna verdejante, tira a sua roupa, e começa a dançar sensualmente clamando as palavras do seu coração. “Por você sou capaz de amar contra a maré, de não medir oceanos, não hesitar, de ser a sua escolha, sua opção e não apenas uma circunstância. Por você não temerei desafios, nem vou admitir o final dos amores. Quero ser as fronteiras de sua geografia. Porque quero que tenha um amor em que eu acredite, em que você possa dormir sem receios da distância de meus braços. Não quero cogitar partidas, e que a morte não nos separe”. 

A vida, aos poucos, se reinventando...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments