3 de jul de 2010

Premonições que sejam só sobre o amor

sugestão: ouvir enquanto ler a postagem

" A cada suspiro seu
A cada movimento seu
A cada laço partido
A cada passo seu
Eu estarei te observando"

Ando brincando com a chave do meu coração e com as cifras da essência. O destino brincando comigo.
Ontem por ter sido uma sexta-feira, ao invés de ir respirar a noite, resolvi fazer diferente. Lóico, eu prefiro qualquer coisa que me faça sair da tediosa rotina. Fiquei pouco no MSN, li poucas postagens de amigos. 

Daí chamei as minhas filhas para brincar de “cabaninha”. Imaginem aí que bagunça boa. A caçula me perguntou :- Pai, não vai sair hoje?” Eu respondi:
- Não! Vou brincar com vocês. E porque perguntou isso ao papai?
- Quando a Silvia vem ficar com a gente à noite, é porque você vai sair, e a noite só adultos podem, e crianças vão dormir.
Jamais podemos subestimar uma criança. Elas são espertas, logicamente no jeito ingênuo de ser.
Bem, ficamos brincando de cabaninha que eu montei e improvisei para que ficasse parecendo que a gente estivesse numa montanha. Peguei meus acessórios de camping e dei meu jeito para que parecesse uma cabana na colina. Até cd de musica instrumental com sons da natureza. (Ahahahha) Depois elas se renderam ao cansaço, e dormiram.

"A cada dia
A cada palavra sua
A cada brincadeira sua
A cada noite que você ficar
Eu estarei te observando"

Eu fui até a sacada ver a noite. Eu não consigo deixar de receber a noite simplesmente indo dormir sem cortejá-la conforme faço desde quando me entendo por gente. A noite estava fria e convidativa para um aconchego a dois, tomar um cálice de vinho e inundar o coração de amor.
Que amor? Quem seria amada?

"Ah, você não vê
Que você pertence a mim?
Meu pobre coração dói
A cada passo seu"

Muitas pessoas não acreditam em premonições. Mas, eu sei quem é, e vai ser a mulher da minha vida, a minha futura esposa. Como sei disso? Há muitos anos eu sonho com uma mulher, mas eu não vejo seu rosto. E essa mesma mulher, ela surge em meus sonhos em cenários que identificam com a nossa vida em outras vidas (passadas). Sei também que ela sonha com isso, mas algumas vezes ela não consegue se lembrar. mas o que adianta saber, e o destino não querer? Fico um pouco pensando na hora (será tarde ou será cedo?), pensando na minha vida e, mesmo conhecendo as conseqüências das minhas ações no passado.


Não adianta dizer que quem vive do passado é museu. Não adianta negar que o passado tem essência estranha, complicado saber se a lembrança dele é bom ou ruim de encarar. Noto que o que me preocupa é o não-saber se vou encontrar ou reencontrar essa tal mulher que me persegue em sonhos.
O difícil é conseguir me convencer de que uma parte da minha vida precisa ser deixada para trás. E então… Foi tudo em vão? Não valeu a pena? É realmente melhor “deixar para lá?”

Algumas pessoas serão sempre presentes na forma de um sentimentozinho gelado no meio do peito. Algumas outras pessoas serão sempre ilusões perdidas. Perdeu-se o sentimento e nem mesmo a essência restou.
A minha premonição tão recheada de planos futuros. Futuro que agora é presente. Futuro que agora me pertence.

"A cada movimento seu
A cada promessa quebrada
A cada sorriso fingido
A cada direito feito valer
Eu estarei te observando"

Vocês devem achar que escrevendo aqui pode te levar a pensar que estou dando muita importância a isso e, contundo, não estou pronto para seguir em frente. Mas não é bem assim. Escrevo para registrar, para descobrir, para sentir. Para não omitir o passado, e para ser justo com meus sentimentos.
Mas concordo de que o passado tem que ser deixado mesmo para trás, onde é o seu lugar. E o melhor remédio para estas cicatrizes é sorrir. Exatamente agora.


P.S: Só posso complementar com esse trecho da música 
"Desde que você se foi eu fiquei completamente perdido
Sonho de noite e só consigo ver o seu rosto
Olho ao redor mas você é insubstituível
Sinto-me frio e almejo seu abraço
Fico aqui implorando, baby, baby, por favor"

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments