24 de jun de 2010

Cadeira cativa para visitantes e leitores desse reino



A vida é uma grande obra inacabada. Já dizia o poeta que as pedras no caminho, devemos guardar e com elas construir o nosso castelo. Tijolo por tijolo, pedra por pedra, levantei o meu reino. Reconstruo a mim mesmo. Sentimento por sentimento, emoção por emoção e assim criando as bases sólidas do meu lar. Casa reformada e redecorada, não podia esquecer um lugar para receber os meus amigos! Reservei um espaço especial onde poderemos bater bons papos, fazermos boas leituras, viagens intelectuais e compartilharmos sonhos... Uma nova e diferente perspectiva para se enxergar o mundo e as pessoas.
O meu convite vem em forma de poesia. E nada representa melhor o meu mundo do que a poesia...

"MEU REINO NÃO É DESTE MUNDO

No meu reino não existe violência, não existe indulgência,
No meu reino não existe separação entre as formas de religião,
No meu reino não existe raças, cercas ou muros, nem lugares escuros,
No meu reino não existe pecado, nem aquele vizinho mal educado.

Onde reina a paz, ninguém mede o que o outro faz,
Onde reina o amor, todos acreditam no seu valor,
Onde reina a união, não se fala de separação,
Onde reina a luz, não existem trevas, não existe cruz.

Posso dormir com a janela aberta para a imensidão,
Esperando outros povos, outras mentes para a comunhão,
Posso me alimentar da alma do mundo infinito,
E as antigas formas de vida viraram apenas mito.

E quando pessoas começarem chegar,
Verão que o reino é tão diferente,
Um reino onde se pode sorrir e cantar,
Onde toda vida que existe faz parte da sua mente.
 (por Elder Prior)"






P.S: O motivo de haver duas cadeiras no head do blog, é que, uma é pra você leitor / visitante do reino. Sentar e relaxar por entre linhas que te levam a viagens, sonhos, amores impossíveis...Para um mundo novo...Real, Surreal...Participar de aventuras que você se sentirá o personagem principal. MEU REINO NÃO É DESTE MUNDO

No meu reino não existe violência, não existe indulgência,
No meu reino não existe separação entre as formas de religião,
No meu reino não existe raças, cercas ou muros, nem lugares escuros,
No meu reino não existe pecado, nem aquele vizinho mal educado.

Onde reina a paz, ninguém mede o que o outro faz,
Onde reina o amor, todos acreditam no seu valor,
Onde reina a união, não se fala de separação,
Onde reina a luz, não existem trevas, não existe cruz.

Posso dormir com a janela aberta para a imensidão,
Esperando outros povos, outras mentes para a comunhão,
Posso me alimentar da alma do mundo infinito,
E as antigas formas de vida viraram apenas mito.

E quando pessoas começarem chegar,
Verão que o reino é tão diferente,
Um reino onde se pode sorrir e cantar,
Onde toda vida que existe faz parte da sua mente.
 (por Elder Prior)


Tem um comentário que a mana Jackie deixou, diz ela que esse trecho caiu feito luva pro reino: " Mesmo que eu domine toda a terra, só existe para mim uma cidade. Nessa cidade, só existe para mim uma casa; e nessa casa, só existe um quarto; e, nesse quarto, só existe uma cama. E uma mulher dorme ali.. A alegria e a jóia brilhante de todo o meu REINO!". 


P.S (2) um video que editei com erros de gravçao da festa do arraiá do diHITT. tem gravaçao do Celular do Sérgio com dialogo de matuto. E no final: mensagem de voz recebida no celular da minha amiga Anita. (ahahahah)




LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments