18 de set de 2009

Meu bem, o certo é falar assim: Sex on the beach

Meu bem, vou falar mil vezes que o certo é "sex on the Beach", entendeu? (Ela me corrigindo)



Que tal um Sex on the Beach,meu bem?




Opa opa! Errei.Não é desse sexo que eu estou falando. Eu me referi a esse Sex on the beach.

Copo de Sex on the Beach
Sex on the Beach é um coquetel que, COM CERTEZA, você, boêmio(a) de plantão, já experimentou. Uma das mais famosas do mundo. Porém, existem inúmeras receitas e formas de faze-lo, o que acaba por descaracterizar um pouco sua verdadeira fórmula mágica.
Provavelmente devido a toda essa confusão de receitas há também alguns conflitos na hora de saber quem é o gênio criador da obra de arte. Há quem diga, inclusive, que o “autor” foi um tal de Mick Jagger (Ele mesmo!!! I CAN’T GET NO!) numa tentativa doida de cortar o alcool da sua vida a pedido do médico (vai entender…).
18 Jun
Meus caros boêmios, apesar dos inúmeros processos burocráticos, estou aqui de volta para trazer mais uma receita e contar uma história de mais um drink.
Então vamos ao que interessa, né?



Mas sabe-se que o drink foi difundido mesmo nos EUA no início dos anos 90, num bar/restaurante chamado TGI Friday (TGI Friday significa: Thanks God, it’s Friday… Algo como: “Obrigado Deus, é Sexta-feira!” Genial, né?). E o final da história é dentro do seu estômago, ou quem sabe em um epilogo introspectivo na sua ressaca do dia seguinte.

  •  O Sex on the Beach é um long drink, por isso exige um copo de long drink, sendo o ideal o Highball Glass.

     



  • O enfeite perfeito pra ele é uma cerejinha. Fica show!
  • O Grenadine é um xarope de romã mas não é muito fácil de achar por aí, então, por ser apenas um plus no drink, não quebre a cabeça para achar, use a groselha que também cai muito bem!


Os coquetéis são associados a riqueza e bom gosto. Mas o surgimento desses drinques não tem nada de sofisticado. Durante a Lei Seca, na década de 1930, nos Estados Unidos, o consumo e a fabricação de bebidas alcoólicas eram proibidas. Daí, misturavam-se a elas qualquer outra bebida que pudesse disfarçar seu gosto. A própria origem do termo coquetel (do inglês ´cocktail´, traduzindo rabo-de-galo) também não tem nada de sofisticado. Relatos relacionam a palavra às rinhas de galo que ocorriam na região do Mississipi, onde penas retiradas do galo vencedor eram usadas para mexer os drinques dos apostadores vencedores.Fonte: Caderno3

MODO DE PREPARO:

SEX ON THE BEACH: Uma dose e meia de vodca, meia dose de schnapps de pêssego, meia dose de creme de Cassis, meia xícara de suco de laranja, igual quantidade de suco de cranberry (ou amora), uma fatia de laranja e cereja ao marasquino. Junte e mexa tudo na coqueteleira com gelo e sirva. Decore com a fatia de laranja e a cereja.

2 comentários:

Debby Lenon disse...

Se precisar tenho um pé de romã aqui no meu quintal. Adoro drinks, e seu blog ta com jeitinho de reino mesmo

Sissym disse...

Eu não bebo, mas achei super engraçado o texto inicial... nada melhor do que bom humor sempre!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments