23 de jan de 2012

Uma súbita estranheza


Ando me perguntando o que é o amor e se o conheço?
Que às vezes me deixo levar por uma súbita estranheza, como se o que vivi não tivesse passado de uma mera impressão. Tudo impressão de ter sido, nada real, ou apenas um sonho. Continuo anestesiado, não sei se ela foi embora mesmo, ou ainda vai voltar pro nosso quarto. Eu criando o nosso mundo que preciso.
Eu me pergunto se a resposta é importante, e em seguida me pergunto por que me pergunto tanta coisa. 

Minha cabeça anda num sobe e desce igual montanha russa, ou seria um quizz que eu nunca completo? A última pergunta é difícil demais e eu nunca chego lá. Game over.
A dor, porém, é real. Então já nem é importante saber se o amor existe. A pergunta é saber se há vida após a dor e além dela. Ou enquanto.

Obs: Engraçado sentir falta do que quase foi seu. Quanto mais suas 24 horas passa, mais o peito aperta; seria o sentimento de estar perdendo uma coisa muito valiosa?
De qualquer forma, a vontade que eu tinha era de correr aí, te seqüestrar, te impedir, fazer algo assim. Contudo, vou ficar na minha. Mas que eu vou ficar mal...Eu vou.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments