21 de dez de 2009

Aquele menino que escrevia textos românticos



Ainda Lembro
Marisa Monte
Composição: Marisa Monte / Nando Reis-

Ainda lembro o que passou
Eu, você, em qualquer lugar
Dizendo:
"Aonde você for eu vou"
Oh! Oh!...

E quando eu perguntei
Ouvi você dizer
Que eu era tudo
O que você sempre quis
Mesmo triste eu tava feliz
E acabei acreditando
Em ilusões...

Eu nem pensava em ter
Que esquecer você
Agora vem você dizer:
"Amor, eu errei com você
E só assim pude entender
Que o grande mal que eu fiz
Foi a mim mesmo"...
Uh! Uh! Uh!...

Vem você dizer:
"Amor, eu não pude evitar"
E eu te dizendo:
"Liga o som, uh! uh! uh!
E apaga a luz"
Uh! Uh! Uh! Uh!...

Ainda lembro o que passou
Eu, você, em qualquer lugar
Dizendo:
"Aonde você for eu vou"
Oh! Oh!...

E quando eu perguntei
Ouvi você dizer
Que eu era tudo
O que você sempre quis
Mesmo triste eu tava feliz
E acabei acreditando
Em ilusões...

Eu nem pensava em ter
Que esquecer você
Agora vem você dizer:
"Amor, eu errei com você
E só assim pude entender
Que o grande mal que eu fiz
Foi a mim mesmo"
Uh! Uh! Uh! Uh!...

Vem você dizer:
"Amor, eu não pude evitar"
E eu te dizendo:
"Liga o som, uh! uh! uh!
E apaga a luz"
Uh! Uh! Uh!...


Venho descobrindo aos poucos que meu blog é lido por "muita" gente. Pessoas que eu nem fazia idéia de que passavam por aqui e estavam por dentro das minhas idéias. E notei desde quando nasceu o reino,que tenho um(a) leitor(a)assíduo(a) em Bremen – Alemanha que todo dia está fazendo presente no reino. Curiosidade em saber quem é.


É bom saber quando alguém te elogia e concorda com algo que você disse. Ou até mesmo se espelha em você. Porem, eu fico preocupado em escrever coisas que incentivem atos positivos, mesmo as vezes por meio de criticas e textos de revolta. Ultimamente ando estranho até demais, não quero ser rotulado como o "cara estranho" apesar de gostar disso. Afinal o mundo anda agindo de um modo muito, muito estranho tudo.


Mas afinal, o que é ser estranho pra você? Na verdade, eu não escrevo um texto que mereça destaque faz tempo, estou mais frio com relação ao mundo no sentido de não achar mais tudo lindo e maravilhoso cheio de flores. Estou bem mais crítico. Porém não aquele crítico que fica assistindo de camarote tudo que vê. Muito pelo contrário. Quem me dera poder ser um mágico pra mudar todas as coisas desagradáveis.


Aquele menino que escrevia textos românticos por aqui sem parar, está sendo deixado pra trás, como vocês podem perceber. Eu não sei talvez um dia tudo volte a ser como antes, ou não.


Mas eu estou muito bem, obrigado.


Cheio de sonhos e metas. Aproveitando as coisas boas da vida. As REALmente boas. Aquelas coisas que só um cara estranho como eu aproveita. se é que vocês me entendem...


P.S: Ainda lembro. Uma vez eu disse a uma pessoa que passou pela minha vida “- ainda vamos sentar nessa sala, ou em outra sala, em qualquer sala desse mundo”


5 comentários:

Valéria disse...

Oi meu amigo apaixonado.... não, você não pode perder este título!
Sabe que adora esta música da Marisa Monte... aliás de mutias outras também!
Olha só... entendo o que você está vivendo... também aquela garotinha apaixonada que só escrevia sobre o amor (segredinho: os poemas postados, salvo dois, foram feitos a muito tempo atrás), também ficou pra trás. Aquela garotinha olhou pro futuro e se tornou mais crítica consigo mesma... realizou mutias coisas, outras não. Mas aquela garotinha hoje tá começando a resgatar aquela paixão, não só por pessoas como pela vida... e já começa a ensaiar escrever sobre o amor novamente! Só que agora mais amadurecida, mais senhora de si... capaz de se expressar sem medo!
Que lindo ver que você percebe seus momentos e vibra com eles! Viva intensamente cada um deles...mas não deixa morrer no seu coração o Diego apaixonado pelo amor!
Conteste, fale, vibre, recrimine... mas sempre com amor e compreensão no seu coração!
Que seus caminhos seja de luz e sua estrada de realização... e agora nos 40 que você encontre o amor que está reservado para te fazer renascer!
... e sim, sempre vou ter paciência porque sempre vou respeitar a individualidade de cada um que me cativar!
"Você é eternamente responsável por aquele que cativa"
Beijo enorme nos seu coração de menino homem... neste momento, de homem tentando deixar de ser menino!

LL disse...

Ah, Diego, mais frio ou distante, mais presente ou irado, vais ser sempre um pinga-amor! Os textos (escrita) evoluem com a prática e parecem menos lamechas. O conteúdo amadurece com a reflexão e novas visões do que te rodeia, mas continuas a ser um romântico babado!

Beijos
Luísa

Professora Ismaelita disse...

Caro amigo ,acerdito que quem é romantico é nato não muda assim que te imagina.Parabéns pela elitora ássidua sempre que posso estou aqui,bjooo é ótimo natal!

LL disse...

Diego,

Desejo-te um Feliz Natal e um Ano Novo pleno de Saúde e Felicidade!
Espero que a Humanidade possa crescer na consciência de um Planeta saudável, sem fome, guerras e poluição.

Beijos
Luísa

Leila Franca disse...

Oi Diego,

Venho aqui te informar que o seu leitor de Bremen também lê o meu blog diariamente...rs Ou alguém aqui do dihitt mora em Bremen (porque o fato aconteceu depois que eu entrei pro dihitt), ou é apenas um robô que aparece para anotar cada artigo novo... (acho que é esta última hipótese).

Eu também já fui rotulada de estranha (sem que meu nome seja Carrie) e apesar de ter me tornado mais velha e tal continuo passando essa mesma impressão a quem me conhece no mundo real (no virtual dá pra disfarçar melhor...rs).

A gente muda. Todos nós estamos mudando. E assim nossa escrita também pode mudar. Não tem problema. Se todos estamos mudando, andando, então não percebemos a mudança... opa acho que compliquei.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments