19 de ago de 2009

Ele só queria ser diferente


ELE

Ele sempre quis abraçar o mundo, mesmo que lhe custasse a vida.
Ficava satisfeito e feliz da vida ao receber o beijo de quem lhe despertou o verdadeiro amor.
E o dia não lhe era completo, se a pessoa amada não fosse sentida.
Ele queria apenas ser maior do que era. Gritava para um eco infinito.
O Globo terrestre não representavam os seus limites, e nem formava a sua visão de mundo.
Ele era bem maior do que pensavam. E bem mais belo do que acreditavam ser.
Olhos alheios e vingativos o perseguiam por campos maiores do que a sua confiança conseguia enxergar.
Ele só queria não ter mais ingenuidade. Ele só queria saber o que fazia bem ao seu coração.
Aos montes apareceram inúmeras pontes, e nenhuma delas com a proteção necessária para sua caminhada.
O bastante nunca existiu para ele. Que sempre procurou tanto de si mesmo.
Acabou se perdendo em meio ao mundo que nunca se dispôs a fechar as cortinas para ele.
O menino grande só queria a liberdade. Um amor de qualidade. E um palco sem confetes.
E acabou recebendo o egoísmo, inveja e vingança dos que não entenderam que, ele só queria simplesmente viver.

Diego

4 comentários:

Sandra F. disse...

Amor, isso se chama vida. Queremos tanto e devemos batalhar por isso sem esperar muita coisa em troca. As pessoas nos surpreendem o tempo todo. Inveja, egoísmo e falsidade encontramos sempre pelo caminho, infelizmente. Mas, encontramos também pessoas de bem, poucas mas necessárias, que nos dão força pra continuar caminhando. E conquistar nossos objetivos, transformar nossos sonhos em realidade e ainda continuar sonhando, mesmo apesar das eventualidades da vida só depende de nós.

Beijos

Principe Encantado disse...

Será que existe um só dia em que não sofremos decepções com os semelhantes? Tenho a impressão que já faz parte do contexto da vida.
Abraços forte

LL disse...

O menino grande encontrou obstáculos e cresceu. Vai encontrar muitos mais e então o seu espírito vai elevar-se a outro nível. E será sempre assim até ao recomeço dos tempos.

Bonito texto, Diego! Parabéns.
Abraços

Sissym disse...

Diego, que texto lindíssimo e profundo. Lendo lembrei um pouco da trajetória de Jesus. Dos nossos sonhos algumas vezes invejados e roubados.
Amigo... que leveza.. amei...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments