26 de jun de 2009

Atrás de um pobre homem, existe uma mulher que detona a vida do coitado.


Um texto interessante da Martha Medeiros. E uma grande verdade.

"Há mulheres de todos os gêneros. Histéricas, batalhadoras, frescas, profissionais, chatas, inteligentes, gostosas, parasitas, sensacionais. Mulheres de origens diversas, de idades várias, mulheres de posses ou de grana curta. Mulheres de tudo quanto é jeito. Mas se eu fosse homem prestaria atenção apenas num quesito: se a mulher é do tipo que puxa para cima ou se é do tipo que empurra para baixo.

Dizem que por trás de todo grande homem existe uma grande mulher. Meia-verdade. Ele pode ser grande estando sozinho também. Mas com uma mulher xarope ele não vai chegar a lugar algum.

Mulher que puxa para cima é mulher que aposta nas decisões do cara, que não fica telefonando paro escritório toda hora, que tem a profissão dela, que o apoia quando ele diz que vai pedir demissão por questões éticas e que confia que vai dar tudo certo.

Mulher que empurra para baixo é a que põe minhoca na cabeça dele sobre os seus colegas, a que tem acessos de carência bem na hora que ele tem que entrar numa reunião, a que não avaliza nenhuma mudança que ele propõe, a que quer manter tudo como está.

Mulher que puxa para cima é a que dá uns toques na hora de ele se vestir, a que não perturba com questões menores, a que incentiva o marido a procurar os amigos, a que separa matérias de revista que possam interessá-lo, a que indica livros, a que faz amor com vontade.

Mulher que empurra para baixo é a que reclama do salário dele, a que não acredita que ele tenha taco para assumir uma promoção, a que acha que viajar é despesa e não investimento, a que tem ciúmes da secretária.

Mulher que puxa para cima é a que dá conselhos e não palpite, a que acompanha nas festas e nas roubadas, a que tem bom humor.

Mulher que empurra para baixo é a que debocha dos defeitos dele em rodinhas de amigos e que não acredita que ele vá mais longe do que já foi.

Se por trás de todo grande homem existe uma grande mulher, então vale o inverso também: por trás de um pequeno homem talvez exista uma mulherzinha de nada"
Autora: Martha Medeiros


Meu parecer: A Martha tem razão. Por isso que até hoje não me casei. Porque se for pra casar com a mulher que me derrube...Preferível adotar essa frase: ANTES SÓ QUE MAL CASADO.

6 comentários:

PROJETO NOVO IMPULSO disse...

Diego amado não podemos generalizar, elas foram feita para nós, é apenas uma questão de combinação e respeito mutuo.
A paz

JULIANA disse...

Diego,
to com vc e com a Martha... a mulher ou levanta ou derruba o cara de vez... quem de nos não tem uma amigo que começou a namorar umazinha e detonou o cara!!!! A mulher tem que passar autoconfiança pra cara... e vice e versa!!!!
bjoka
PS. TO COPIANDO O TEXTO PRO MEU BLOG, OK!

Dona do Planeta disse...

Com certeza a mulher deve apoiar ao marido e vice-versa, eu estou casada há 17 anos e já passei por momentos bons e difíceis com meu marido, sempre o apoiei nas decisões, o incentivei a voltar a estudar...e isso foi um divisor de águas na carreira dele!
Colhi ótimos frutos junto dele e aindo colhemos.
É uma tarefa diária e árdua pois o relacionamento a dois não é fácil.
Mas assim como os homens as mulheres devm ter sua vida individual, seus sonhos e planos, e cada um deles apoiar e ajudar ao outro.
É difícil?? É... e muito.
Mas com uma cabeça boa e os dois juntos olhando na mesma direção, vão longe!!

Abração!

jackweb disse...

Ótimo texto e muito verdadeiro , mas podemos dizer o contrário também ocorre, uma pobre mulher ou pobre homem geralmente tem alguém puxando para baixo, mas na versão em que o homem é prejudicado ocorre com maior frequencia.


Abraço

seuluiz disse...

Há mulheres para todos o gostos. Acho que cada panela tem sua tampa. E fica ela quem quer. Ótimo artigo.

Abraços

Duff disse...

Grande verdade!
Ótimo texto, já vi muitas mulheres botarem os parceiros pra cima, mas também quando é pra acabar com o cara... sai de perto :/

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments