18 de jan de 2010

É assim que eu espero te encontrar por aí.


"A carta - Eramos Carlos e Renato Russo
Escrevo-te
Estas mal traçadas linhas
Meu amor!
Porque veio a saudade
Visitar meu coração
Espero que desculpes
Os meus errinhos por favor
Nas frases desta carta
Que é uma prova de afeição...

Talvez tu não a leias
Mas quem sabe até darás
Resposta imediata
Me chamando de "Meu Bem"
Porém o que me importa
É confessar-te uma vez mais
Não sei amar na vida
Mais ninguém...

Tanto tempo faz
Que li no teu olhar
A vida cor-de-rosa
Que eu sonhava
E guardo a impressão
De que já vi passar
Um ano sem te ver
Um ano sem te amar...

Ao me apaixonar
Por ti não reparei
Que tu tivestes
Só entusiasmo
E para terminar
Amor assinarei
Do sempre, sempre teu..."


Desde quando nos conhecemos, eu sempre soube que o ontem nunca será como o amanhã. No ontem (antes de conhecer você) que tanto gostava eu não era feliz completamente, não totalmente. Os meus momentos de felicidade eram alternados com os momentos de espera (esperando por você). Incrível, mas achava ótimo, pois realmente gostava de não ser feliz sempre. Eu curtia a possibilidade e do encontro breve com aquilo que eu chamava de 'felicidade temporal'. Eu me pegava por algumas horas, ficar parado, somente ouvindo a tua respiração leve e serena, bem atento e sem maiores intenções. O quanto me fazia bem aquele momento e saber que mais cedo ou mais tarde o mesmo momento voltaria a acontecer, mesmo que nos acasos da vida.
Agora esses momentos fazem parte de um passado que não sei se voltará. Pode ser que nem tão cedo. E neste presente em que evitamos nos encontrar, novos coadjuvantes surgiram na nossa história. Provavelmente na tua também.
Eu só consigo ter a certeza em pensar que ninguém, ninguém nessa vida poderá me fazer sentir novamente aquelas expectativas gostosas de esperar por um novo anoitecer. Te esperar para ouvir você me contando como foi seu dia. Sobre os artigos das revistas que você fazia questão de ler pra mim. Das suas reclamações, dos seus pedidos exigindo meus mimos.
Me peguei ali nos e-mails, olhando para as poucas palavras que deixou, bobagens escritas em linhas qualquer..
Mesmo assim, diante de tantas coisas que gostaria que tivessem acontecido e/ou esquecido, devo dizer que nem por um segundo sequer me arrependo de ter cruzado o seu caminho, pelo simples fato de saber que é bem assim que eu espero te encontrar por aí.

E quando isto acontecer, estarei diante dos seus olhos vidrados que não conseguirão deixar de serem levados pelos meus, e terei a certeza de que encontrei a mulher da minha vida. O alguém que chamarei de 'minha'. Um alguém como você. Que é como tantas por aí. Que é como ninguém que até hoje encontrei.
Porém, agora me resta ficar esperando quem vai quebrar o orgulho. Dará o braço a torcer. E por isto amanhã estarei mais distante do que ontem. Até que chegue a hora do fim.

9 comentários:

Carolbio disse...

Meu querido amigo,
se vc soubesse como eu sinto as mesmas coisas q vc..tao dificil ne?
doi tanto..
bjo

Edvalter disse...

Excelente postagem. Parabéns. Estarei te seguindo. Forte abraço!!

Crista disse...

Tenho vontade de te dizer um monte de coisas...mas sei que só o tempo faz acontecer...e só tu podes tomar a atitude que tu achas certa...
Estou acompanhando tua vida amorosa...claro que torcendo para que o final seja felizzzzzzzzzzz....

Fátima disse...

Renato e Erasmo...a carta.
Você me remeteu a um tempo ido em que muito chorei ouvindo essa música, apoiada em minha juventude e com coração de menina.
Doces lembranças.

Orgulho é uma palavra que o amor não aceita.
E o tempo que temos não sabemos, então o dia é hoje para sermos felizes.

Fique bem.

Lilian disse...

Olá meu querido amigo,

Uma música de amor...
um texto romântico...
outra declaração de amor...
orgulho a ser quebrado...
outra espera...
até quando?
essa espera não pode ser eterna
você precisa ser feliz
e fazer feliz
quem está ao seu redor
mas não conseguirá,
se continuar a só......esperar.

Carinhoso e fraterno abraço,
Lilian

Valéria disse...

Um grande amor é algo que carregaremos no peito a vida inteira, e nada é capaz de fazer reviver o frio na barriga de um grande amor... mas a incerteza é algo que alimenta de fantasmas o caminho a seguir, e nem a esperança é capaz de capturá-los!
Vive tudo o que você ainda tem pra viver deste amor... seja o que for! Você precisa voltar a ser inteiro de novo!
Que você tenha a serenidade para escutar o teu coração e fazer aquilo que tem que ser feito, e isto é uma coisa que só você sabe!
Beijo no coração

Rosana Madjarof disse...

Diego,

A edição do filme A Casa do Lago, com essa linda música misturada ao seu louco amor ficaram perfeitos...

Se a coadjuvante da Sis não der certo, pode me chamar tá? Eu aceito ser a coadjuvante nº 2... kkkkkkkk

Bjs.

Rosana.

Sissym disse...

Voce é um doce romantico que merece ser feliz.

Quanto ao comentario da Rosana... kkkkkk.... acho que
ela assim como eu, adoramos voce!

Beijos

Leila disse...

Encontros e desencontros... parece que a coisa não para no ponto onde deveria. O que devemos fazer é sempre uma incógnita. Seguir a intuição, esquecer o orgulho, ser sincero... aos poucos coletamos as qualidades que precisamos para chegar lá

bjs

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments