28 de jul de 2009

Uma história invulgar

video

E assim começa O Estranho Caso de Benjamin Button”, adaptado a partir da história de F. Scott Fitzgerald, sobre um homem que nasce com oitenta anos e regride na sua idade: um homem, como qualquer um de nós, que é incapaz de parar o tempo.

O filme conta a história de Benjamin (Brad Pitt) e da sua incomum viagem, das pessoas e lugares que descobre ao longo do seu caminho, dos seus amores, das alegrias da vida e da tristeza da morte, e daquilo que dura para além do tempo.

Upon a closer look, there is nothing normal in our universe.
Everything, even every small thing is a miraculous exception.
View from a proper perspective, every normal thing is a monstrosity.
Why should we take horses as normal and the unicorn as a miraculous exception?
Even the horse, the most ordinary thing in the world, is a shattering miracle.

Slavoj Zizek

Não há nada normal no nosso universo, diz-nos Zizek. Por mais pequeno que seja, todo o ser é resultado de infinitas variações e complexas combinações, na sua maioria, para não dizer totalidade, meros frutos do acaso. E, por isso, se virmos bem, somos todos milagres. Somos todos monstros. Todos exceções.

É uma fábula linda, lembrou-me o estilo de Mãos de Tesoura e de Forest Gump. Mas é uma história de AMOR, sobre AMOR. Todas as formas de amor. Amor homem mulher, amor mãe pra filho, amor filho pra mãe, amor 'a pátria, amor 'as tradições, amor aos idosos em geral. Não há conflitos no filme em matéria de amor. Não há preconceitos ou racismos, só amor.

A mãe que, no leito de morte, conta à sua filha a verdadeira história sobre o seu pai, o filme consegue na perfeição dar uma impressão simultânea de normalidade e de absoluta excepção a este personagem estranho de Benjamin (como todos sabem, um ser que “cresce ao contrário”, nasce com aspecto de velho e morre um bebê), assim como à de todos os outros personagens. Todos são especiais. Únicos.

http://olamtagv.wordpress.com/2009/02/17/o-estranho-caso-de-benjamin-botton/

http://blitz.aeiou.pt/users/137/13706/77d14696.jpg

Ps: Cate Blanchett subiu no meu conceito.

Ps2: "Já te disse que fui atingido 7 vezes por raios, durante toda a minha vida?


3 comentários:

planetadablogueira disse...

Eu adorei o filme, poxa, embora o final meio triste... Mas realmente adoro filmes assim.
Beijão

amigodcristo disse...

GOSTEI ,,VOU ASISTIR ,VALEU PELA NOTICIA,ME PARECE UM BOM FILME ,,SANDRA PAZ SEJA CONTIGO ..

Debby Lenon disse...

O filme realmente é lindo...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments