19 de jul de 2009

Rede Social ou Rede de Intriga?

Obs: Antes de comentar , leia até o final. Para não ocorrer falta de entendimento com o tema abordado, e acabar comentando o que não tem nada a ver.

Mestre de intrigas

Ao que cuida em fazer o mal, mestre de intrigas lhe chamarão" (Provérbios 24:8).

Há pessoas cujo negócio é praticar maldade. Eles cogitam, planejam e tramam maldades. São "inventores de males" (Romanos 1:30).

Rede de Intrigas começa assim...

A detonou a reputação de B, que foi manipulado por C para conseguir mais votos pra D, que era exatamente o que E queria alcançar em vez de D."

Parece confuso? Multiplique isso por 10, 100, 1.000 e coloque o resultado nas redes sociais e grupos, etc.

O que fazer? Como evitar que pessoas comecem a se enroscar em teias de intrigas, mal-entendidos, suposições e precipitações?

Algumas sugestões:


1- Uso contínuo da verdade. Falar e manter a verdade. Isso é difícil para quem tem como prática a manipulação da verdade ou que aprendeu a se beneficiar de situações confusas;

2- Posicionamento. As pessoas têm que se posicionar. Isso é difícil para quem não consegue ou procura não discordar com ninguém, mesmo quando isso é necessário. Lembrando, sempre podemos discordar com grande respeito, mostrando o que achamos e agregando valor à compreensão dos contextos. Aliás, a motivação para a discussão e discordância é uma habilidade de líderes preocupados em aperfeiçoar como trabalham;

3- Comunicação direta. Não podem existir intermediários nas comunicações. "Fulano disse que.." deveria ser suprimido das relações pessoais e profissionais...

4- Atenção aos níveis. Não devem ser criados nem aceitos níveis "informais e diferentes" entre pessoas que efetivamente estejam num mesmo nível (isso é típico de chefias que delegam para não se exporem, originando problemas e insatisfações em suas próprias equipes..). Não reconhecer a autoridade de quem não tem autoridade é uma qualidade - e não um defeito...


5- Não subestimar a inteligência e o bom propósito dos outros. O que é isso que faz com que os propósitos sejam questionados antes mesmo de serem entendidos? Não se vê que assim estaremos sufocando criatividade, trabalho, fidelidade e comprometimento das pessoas?

O que deveria ser o mais fácil e o mais intuitivo ("trate o outro como gostaria de ser tratado") se torna o mais difícil no dia-a-dia e, principalmente, em situações de alto "stress" e cobrança. Nessas horas, a "caça às bruxas" ainda é um recurso comumente utilizado para "justificar" os problemas e resultados. Nessas horas, infelizmente, é grande a chance da teia de intrigas se expandir rapidamente e encobrir a verdade e a realidade.

O que é interagir?

É atuar, trabalhar em conjunto, ao mesmo tempo. Pode ser qualquer coisa. Pessoas podem interagir, medicamentos podem interagir, atores e platéia podem interagir, etc

O que é interatividade pra você?

Eu comparo a um beijo. Haja fôlego pra tanta interatividade!

Carreira? Haja demissão por falta de conversa!

Namoro? Sem interatividade não faz o mínimo sentido. Tente conviver com uma pessoa que não beija, não fala, não ouve, não transa, não convive, não adiciona. Pra isso não se precisa de um call to action, confere?

De algumas interações eu tento fugir como as de fofocas e intrigas.

Curto música, teatro. Interajo cantando, rindo e pensando.

Você interage consigo mesmo, que eu sei! O ser humano tem essa necessidade de ser ouvido, mesmo que por si mesmo. Quanta gente que fala sozinha você conhece? Ah bom.

Há interatividade até em caixa de supermercado. Quer coisa mais decepcionante do que ouvir ‘Não trabalhamos com este cartão’? porque todos os seus sonhos de consumismo – isso, consumismo - vão por água abaixo e, inclusive, a vontade frenética de digitar a senha que você sempre esquece.

Hoje eu recebi um e-mail. Quer dizer, centenas deles. Adoro lê-los calmamente. E adoro ver cada reação que tenho com cada um. Eu interajo com meu próprio monitor. Isso é possível? Sorrio, leio e até choro a cada enviar/receber e-mails – choro porque, acredite, não são poucos mesmo.

Uma vez vi no dicionário que interatividade se relaciona a máquinas. Não concordo. E tudo isso que citei acima? Um dicionário querendo destruir meus sonhos, por ora, por favor.

A interatividade está no pãozinho com manteiga - reparem, com manteiga – que tomo no café da manhã. Estou exagerando? Lógico que NÃO!
E no trabalho, então? Eu interajo o dia todo. Com pessoas. Com máquinas. Com o mundo virtual. Com o telefone. Com a minha caneta.

E no diHIIT?Eu testo publicidade, testo a capacidade da criatividade alheia. Eu clico em matérias, e leio, e interajo com os pensamentos de estranhos comentando, sobre coisa qualquer, sobre publicidade, sobre marketing, sobre profissionalismo, sobre redação, sobre gestão de pessoas, sobre poemas, blogs, sobre vinhos e cultura. E assi, eu trabalho. Eu me divirto.
Interagir. Agir? Girar? Constante que não tem fim. É tudo feito de interação. Interação e ar. Uma coisa leva a outra. Uma ação leva a outra. Uma ação gera outra. Ação, reação, interação. Meu cérebro sabe bem o que é isso. Às vezes acho que vou implodir de tanto conversar com ele. Movimento danado de recursivo!


Mas a interatividade mais bacana é entre nós. Você lendo, eu observando. Você pedindo, eu escrevendo. Você contando, eu sorrindo. Você cantando, eu ouvindo. Eu lhe acariciando, você sentindo. Você criando, eu apreciando. O mundo vivendo, todos acontecendo. Sem essa interatividade, tudo seria menos lúdico, faria menos sentido do que já faz, e, com certeza, teria menos graça.
Tudo é interativo?
Quem? Diga-me quem vive um dia não interativo?

Brilhantemente quem vive interagindo. Quem não interage, não VIVE – So irresistible. E amém!

P.S (1): Se esse artigo vai causar azia em alguns...Existe anti-ácidos (recomendo Sal de fruta ENO)

P.S(2): Se vai deixar muitos satisfeitos e vao comentar...Sinal que existem sensatos aos montes pelo mundo. Ahahaha

P.S(3): A minoria, ou melhor, pouquíssimos vão achar que apelei ou sou polêmico. (TÔ NEM AÍ)

Atenciosamente

Diego (Dieguito39)

2 comentários:

Luísa disse...

eheheheeh

Eh, rapaz! Amen!

A intriga, seja ela real ou virtual, é sempre real. Acho que é a pior coisa que pode acontecer a alguém. Claro, para os intriguistas é uma maneira deliciosa de estar na vida.

Interagir, não tem nada a ver com intrigas. É uma necessidade humana e pode-se fazer correctamente, qualquer que se seja a situação, facto que nos dá muito prazer.

Abraços

requeri disse...

então, vai no rebloggando. euzinha li até o fim, desde o comecinho ... agora é sua vez.
tá certo. alguns ítens são fundamentais: manter a palavra; falar/dizer; discordar do que precisa ser discordado; manter-se em prol do respeito à sua inteligência; mude de opinião mas seja firme na sua posição; etc...

bj.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments