29 de mai de 2009

Eu descobri que a vida só tem um sentido.



Você ! Que me aturou de uma ou outra forma. Hoje serei breve, o mais breve que já fui aqui.
Vou precisar de uns dias para refletir, pensar e me encontrar.
Precisando me perder no mato pra me encontrar, algo assim. Motivo? Me dei conta que não tenho escrito nada de interessante, apenas lamúrias, dor de cotovelo, coisas de amor...amor e amor...

Na realidade não ando bem em relação ao meu estado emocional, como alguns saberão e outros em breve entenderão. E então decidi "preciso de um tempo" tipo: acabar mais ou menos definitivamente uma coisa.

Preciso apenas de um tempinho assim.
Tal como não gosto de ser massacrado também não gosto de massacrar os outros com as minhas histórias e cenários.Ficarei contente com isso, sem dúvida.
Mas isso tudo “faz parte”.
Passei os últimos anos procurando à próxima. A próxima mulher por quem me apaixonar, a próxima a quem beijar, a próxima a dividir minha cama, meus sonhos. Essa busca acabou. Não procuro mais a próxima. Não existem mais primeiras, segundas, vigésimas. Procuro à última. A última mulher a quem me entregarei. E não me importará quantos ou quem ela já teve ao seu lado. Importará apenas que eu serei o último. E últimos seremos os dois.

Enfim, quem vive de calafrios em suas aventuras amorosas, talvez não descubra o que é ser feliz no amor. Procurar apenas o prazer, muitas e muitas vezes. Isso não tem fim. E amar é um fim em si só. Não quero mais ser um hedonista. E tenho a impressão de que ser feliz é acordar de manhã e ser capaz de encontrar alguém ao lado e ser esse o motivo para sorrir.
Também descobri que podemos nos apaixonar continuamente pela mesma pessoa. E aí entendi porque os mais experientes dizem que um relacionamento dá trabalho, mas que é fácil quando é a pessoa certa. Um relacionamento dá trabalho porque você precisa se esforçar para mantê-lo funcionando bem, para continuar se apaixonando todos os dias, mas é fácil porque esse esforço é prazeroso.

Cheguei à conclusão de que paixões não valem o sacrifício de nossa paz, de um amor. E quando aprendemos isso, estamos aptos a adiar o prazer, algo que buscamos a vida inteira. tipo assim: Você dá um pirulito para a criança e diz: se você não chupar esse pirulito até o fim da semana, eu te dou 10 pirulitos iguais. Ou se você trocar prazeres fugazes por um amor verdadeiro e sincero, viverá uma vida com mais paz interior e felicidade.

4 comentários:

Pérola Celeste Butterfly disse...

NOssa Di... se eu te contar estava postando algo nessa linha, qdo resolvi vir dar uma olhadinha no seu p me inspirar....E ficou mais emocionante ainda pq li ao som de Zascha Moktan - Mama, no Aupeo, site de som mto otimo de excelente (kkk ).
Mas é isso aí... concordo com vc e não sou tão experiente assim.
Mas vc está bem, quer dizer, vc já disse, mas e a Sua namorada... q houve, ela abandonou o Reino... e a vc tb ??
Pô , eu tomei um bolo do meu pakera virtual, kkk.
Aliás, me add no msn: perolaceleste@hotmail.com
A gte poderia conversar lá outras hrs.
Desejo lhe paz e a ciência de que precisa p resolver-se. Deus o abençoe. Boa noite.

Fa menor disse...

Acredite que podemos nos apaixonar muitas vezes e sempre pela mesma pessoa...

Bjs

Bia disse...

Di amigo,

Paixões são passageiras, o maor é eterno em nossos corações!
Que Deus lhe mostre o caminho a seguir!
Vc merece ser feliz!
Bjus no coração,

Bia

exoticlic.com disse...

eu preciso tbm tirar umas férias de mim mesma =/

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments