1 de abr de 2009

Como vou me acostumar a viver sem você.


“All you need is love, love, Love is all you need”

Nos meus 15 anos, eu comecei a dizer que, mesmo que levasse muito tempo eu iria encontrar a mulher da minha vida. E criei na minha mente como ela teria que ser.
- Inteligente;
- Com um senso de humor fora do comum;
- Que tivesse manias estranhas;
- Que sua beleza eu conheceria através do seu olhar;
- Tivesse a capacidade de perceber no mundo, tudo que as pessoas comuns deixassem passar em branco;
- Que me amasse com todos meus defeitos e manias esquisitas;
- Teria que ser bem feminina vaidosa e com muito charme;
- Que amasse viajar;
- Tivesse paciência para agüentar: meu espírito infantil, não achasse ruim minha preferência por Nescau, e que brincasse comigo;
- Me amasse mesmo me achando um louco;
- Tinha que gostar de filmes, ver algumas novelas , e que música fizesse parte da sua vida;
- Com certeza teria que apreciar leituras e gostar de escrever;
- Que construísse nosso “Reino”, e criasse um mundo de magia só nosso;
- Não se importasse se todos nos chamassem de “loucos”;
- Ciumenta e brava igual uma onça;
- E aquelas peculiaridades que me deixariam fascinado e perdidamente encantando por ela.

E mais alguns defeitos e qualidades para completar essa Mulher tão presente em meus sonhos.
Me tornei um adulto. Tive inúmeras paixões, mulheres maravilhosas e marcantes. Mas, não firmava compromisso sério e nem pensava em casar. E por quê? Não era “ela”.
Sempre sonhei com essa mulher, não identificava seu rosto, mas todos os sentidos estavam ligados diretamente a ela.
Certeza eu tinha que ela já havia nascido e estava a minha espera.
E a explicação mais fácil que encontrei para tudo isso, é que, tenho ligação com ela de outras vidas. E devo ter feito a promessa que o amor seria eterno e único. E que iria encontrá-la em todas as vidas por toda a “eternidade”.
Mas, tudo tem seu preço, tivemos a interferência do destino.
Então, leio e releio as postagens da “Odalisca do Deserto”, e a cada dia me apaixono por essa mulher que se encontra em um Oásis a minha espera.
Não me vou lamentar por isso, pelo contrário, sinto um alívio enorme em saber que não foi devido a nenhum dos meus defeitos ou falhas que as coisas não correram bem!
E nessa estranha loucura, descobri que o melhor dessa vida é você.
“ VOCÊ é a mulher da minha vida” e sei que foi uma realidade!
Quer saber se eu teria algo para te dizer hoje? Sim… tenho:
Primeiro: Não sei como vou me acostumar a viver sem você.
Segundo: Terei saudade do seu cheiro de manhã… Te amo, fique bem…

P.S: porque eu sei que "tudo é mais fácil e louco quando se é sincero".

2 comentários:

Profª Sandra Bose disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MillaCri disse...

Lindo texto...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments