11 de mar de 2009

ANJO OU DEMÔNIO?



Me contaram uma história de uma mulher que tinha uma certa amizade com um demônio, lógico que não sabia, pra ela tratava-se de um anjo. Esse “anjo” prometia muitas coisas pra ela, como o poder, iludida cedeu e deixou-o cuidar de suas coisas. Até que um dia não queria mais o seu serviço, o anjo irado disse que ela tinha um contrato com ele, portanto não poderia ser quebrado. Ela estava firme em sua posição, nesse momento o anjo mostrou sua real identidade e prometeu que arruinaria sua vida. Com essa história lembro-me que todo demônio já foi anjo um dia. Pensando nisso, um dom de valia seria o de discernimento. Nada melhor que saber a procedência desses seres. Imagine quantos problemas poderia ser evitado cortando o mal pela raiz?
Já me perguntaram se em algum momento de minha vida tive algum contato visual com anjo ou demônio. Disse que sim. Alias, os vejo freqüentemente. Vou logo avisando que não vejo seres de rabo e chifres e nem aqueles outros de áurea e asas. Até pedi a Deus, numa ocasião a oportunidade de ver essas criaturas, não os demônios, mas sim, os seres angelicais. Essa prece mudou ao descobrir que uma figura não vive longe da outra. Quem vê anjo, naturalmente verá demônio. Pois quem pede pra ver anjo, pede para ver aquilo que é oculto aos olhos. Quando olho no microscópio, não vejo somente os anticorpos, mas também as bactérias. A mesma coisa deve acontecer com esses seres imateriais.
Morro de medo dos demônios! É cada relato que escuto. Arrepio-me só de lembrar. Mas acredito que esse medo todo é devido a ausência da beleza na maldade. Talvez me pergunte: - Por que então tanta gente é atraída? Simples, o mal é feio, mas sabe se arrumar. É comum ouvirmos ‘aquele’ comentário feminino... “Também, com o dinheiro que ela ganha até eu fico bonita”. E é verdade. Com um pouco de maquiagem aqui e uma plástica ali, muda qualquer um. E é isso que nos fala as Escrituras, os demônios se maquiam de uma maneira que se parecem com um anjo de luz (2CO 11.14).A verdade: Sem maquiagem os demônios nos assustam, vemos a sua maldade e nos amedrontamos. Pode ter certeza, cedo ou mais tarde o mal coloca os seus “chifrinhos de fora”. E quando acontece deixamos de ser donos do jogo para ser um simples pião. Definitivamente “o feitiço vira contra o feiticeiro”, perdemos o controle da situação e continuamos no jogo por não termos mais saída. Não temos mais saída? Sempre haverá uma saída. Ainda que o corpo esteja acorrentado à alma, esta foi criada para ser livre.


PS.: Me contaram de um rapaz que dizia ver demônios e anjos diariamente, agora entendo o que ela queria dizer, e eu pensava que esse rapaz sofria de esquizofrenia.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments