2 de abr de 2012

Ditado Antigo: A Fruta Nunca Cai Longe do Pé


Hoje parecia que seria mais um dia tranquilo de uma segunda-feira. Porém, nunca sabemos o que se passa no íntimo de uma mulher, ainda mais se tratando dessa mulher ser a sua filha.

A Caçula depois de está completamente pronta para ir a escola, resolveu dá um surto de chorar e espernear e não querer ir pra escola. Eu com a Anne não conseguíamos nem segura-la, que dirá carrega-la para o carro.

O que fiz? Quando plano A dá errado, é partir pro plano B (help pra minha mãe).

- Mãe, a sua neta não quer ir pra aula, esta dando um surto nela, e não para de chorar. Ela está parece aqueles siris dentro de lata, esperneando feito louca. O que eu faço? Vem aqui ajudar?
- Não creio que me ligou para isso. Meu filho, não posso fazer nada, a filha é sua, e você tem que saber o que está se passando e conversar com ela. E outra coisa, você com quase 2 metros não consegue dá conta de segurar uma criança?
- Mas mãe, já fiz de tudo, quis saber o porquê do choro, se aconteceu algo na escola, enfim, tudo. E agora?

- Essa situação me recordou algo lá do passado. Vamos fazer uma retrospectiva agora. Você fazia bem pior que ela. Com 5 anos, você teve uma crise dessas quando estava dentro de uma loja comigo, e cismou que queria uma bicicleta que não era para sua idade, e não adiantou eu e o vendedor te mostrar outras própria pro seu tamanho, porque você só queria a outra. Você esperneou, gritou, e eu já não sabia o que fazer. Quer mais? E quantas vergonhas você me fez passar? Quando você não queria ir pra escolinha, tendo que eu te carregar puxando pelos braços, a babá pelas pernas pra fazer você entrar no carro. Você era meu teste de resistência.
- E como foi resolvido?
- Te dei duas palmadas, você desmaiou, logicamente puro fingimento seu, e depois ficou quietinho feito anjo.
- Nossa mãe, que crueldade, se isso fosse aos dias de hoje com essa lei contra palmadas, você estava sendo processada.
- Por isso que hoje com essa lei, existem filhos que matam os pais, e fazem coisas que até Deus duvida. E você cresceu formoso e educado. 
- ok, tirando passado, eu não vou levantar a mão pra ela, e nem coloca-la de castigo. Tem outra opção?
- Isso não é certo. Sem nenhuma atitude ela vai passar a fazer isso com mais frequência, sabendo que você não fará nada.

Bem, depois de sermão da mãe, fui conversar com a caçula surtadinha e vê se a crise amenizou.
- Filha, agora sem choro conta para o pai, o porquê dessa cena que você fez?
- Eu queria um penteado diferente, e não consegui fazer.

Gente! Caro leitores, assim que a caçula me contou isso, eu nem sei que cara eu fiz, se foi de paisagem, de arvore ou de toco. Fiquei parado com o queixo que caiu lá no chão. Isso me leva a pensar que a cada dia eu conheço menos as mulheres. E que sinceramente espero que elas não dominem o mundo porque se não, toda a classe masculina vamos bater retirada pra outro planeta. As mulheres dão até medo nos homens.

A cada dia penso e repenso se quero mesmo me casar. Se não minhas noites de sonos vão pro beleléu. Eu teria que dormir com um olho aberto e outro fechado.
O que eu e a caçula fizemos? Apesar de que eu não pude trabalhar em paz. Eu fui brincar com ela (bagunçar mesmo) e foi divertido. Ah, ela prometeu que não vai mais fazer isso. Assim espero...Amém!



LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments