2 de dez de 2010

Apenas uma valsa...

A noite de ontem será inesquecível, como tantas outras que ainda estão por vir. Foi a festa de formatura da minha filha, a despedida do ensino infantil.
Chegamos em cima da hora, a decoração estava linda. Muitos refletores, jogos de luzes e cores. Os formandos iam para trás do palco com as professoras, eu e minha caçula ficamos na platéia. Tinha ate tapete vermelho no corredor. Em poucos minutos, abrem-se as cortinas. Entra uma das amiguinhas dela, pega o microfone e dá inicio a cerimônia. Logo em seguida a diretora chama os alunos que entram belos e formosos, sentam em suas cadeiras, e um deles fica de pé e fala no microfone agradecendo a visita de todos. E em seguida todas as crianças (formandos) ficam de pé e abre a cortina por trás, onde surge um telão e começa o clip da
Eliana cantando...eles deixavam parecer mais o áudio de todas as crianças cantando.


Lua lá no céu,
Queijo pão de mel
Na ponta do pincel,
Mostra no papel aonde encontrar
A tal da dona felicidade
Perguntei pro céu
Perguntei pro mar, pro mágico chinês
Mas parece ninguem sabe, aonde a felicidade
Resolveu de vez morar

Logo após, chega o padre que realiza a benção dos anéis dos formandos, e a minha linda filha fala ao microfone agradecendo aos professores tudo que ela aprendeu no decorrer do ano etc. em seguida, a diretora pede aos alunos que eles vão até a platéia ficarem perto dos seus respectivos pais. A minha princesinha ficou em pé na minha frente, olhou pra mim (como os outros fizeram) e a música começou a tocar..
Eles acompanhavam a musica olhando para os pais. Logicamente comecei a lacrimejar, a emoção bateu forte. Depois, os filhos abraçaram seus pais, eu comecei a chorar, quando olhei ao redor, percebi que somente as mães estavam emocionadas, já os pais, estavam olhando seus relógios de minuto em minuto. (menos eu né?)Eu não me preocupo com o tempo nesses momentos. Tanto que, me virei ao lado e pedi a uma madame um lenço emprestado (nesse mico a Eninha ficou com dor de barriga de tanto rir quando contei) A madame me olhou com cara de paisagem, mas cedeu. Ahahaha.
Depois, foi entregue lembranças para as crianças, e deu inicio ao coquetel. As meninas estavam tão encantadas e felizes, que nem se tocaram em nada dos pratos, daí, como vocês sabem, não resisto a docinhos e salgadinhos. E comi o meu e os delas. Ahahaha
Foi tudo muito lindo. Comentamos no carro alguns momentos e chegando em casa, elas ficaram cantando as musicas e eu ajudando. Quando fui dormir, comecei a pensar e pensar...Fechei os olhos e esse senhor aí das antigas vem com essa linda valsa...E me vejo dançando em um futuro distante com a minha filha. E seguindo o embalo suave e magistral dessa valsa, vou lembrando do que vi hoje, e ter a certeza de que todos os momentos da vida delas, estarei presente registrando tudo aqui no meu coração e na minha mente...Para quando chegar o dia da grande valsa de casamento...Lembrar que, a minha menina pode ter crescido, mas sempre, sempre será a minha menina.
Vamos Sr Strauss, toca que a valsa está me levando para o mundo de Morpheus. Agora é o pai e suas duas filhas dançando em um cenário diferente, apenas uma valsa...Qual a sensação? INEXPLICÁVEL!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments