4 de abr de 2010

Ha tanto tempo que te amo

Flashs do passado: meu bem, As três palavrinhas mágicas pra você.


“(...)Você sabe que é amado porque lhe disseram isso, as três palavrinhas mágicas. Mas saber-se amado é uma coisa, sentir-se amado é outra, uma diferença de milhas, um espaço enorme para a angústia instalar-se.”

Anita colocou um DVD pra tocar da Rihanna. Começou a musica Umbrella.
Eu: tira ou mude a música. Pode ser?

Anita: Me diz o motivo que eu coloco outro DVD.

Eu: o perfume da Rihanna que é irritante e aquele andar é sinistro.

Anita cai na risada.

Anita: Eu sei o que te aflingi.

Eu: ah é? Arrisque me dizer.

Anita: Você se pega pensando em quem está ao lado dela. Sentindo inveja por não ser você.

Eu: você quase acertou. Existe mesmo a inveja, mas prevalece a preocupação. Tipo: será que o cara ta tratando ela bem? Ou, Será que ele vai entender quando ela tiver crises existenciais e ir pra Marte? Se ele vai saber dar carinho do jeito que ela gosta. Se ele vai paparicá-la. Espero que ele tenha paciência com ela. Ela vira onça, porem, no segundo seguinte se arrepende e volta a ser um doce favo de mel...Ele que não ouse tirar a coca-cola dela.

Anita: que lindo!

“(...)Sentir-se amado é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida, que zela pela sua felicidade, que se preocupa quando as coisas não estão dando certo, que sugere caminhos para melhorar, que coloca-se a postos para ouvir suas dúvidas e que dá uma sacudida em você, caso você esteja delirando. "Não seja tão severa consigo mesma, relaxe um pouco. Vou te trazer um cálice de vinho".

Anita: Diego, você falando assim, lembro de casos de pessoas que não se merecem. Tenho um amigo que é casado com uma FDP que o trai. E o mundo todo sabe, menos ele.

Eu: Esse seu amigo, ele é feliz com ela?

Anita: É!

Eu: Se ele é feliz, deixa isso pra lá. Sabe por quê? Ele deve saber o que a mulher dele faz, só não quer ver. Entende? O que os olhos não vêem o coração não sente. E numa dessas, ela deve tratar o seu amigo muito bem, e assim, o fazer feliz. Entenda uma coisa. Amor não é imagem bem feita e idealizada. Porque o que posso ver e achar bonito, você poderá achar horrível. Se a mulher é casada com um cara gordo, barrigudo ou careca...É assim que ela o ama, do jeito que ele é. Ele pode ter esses defeitos perante nossos olhos, mas ao olhos dela, ele é o cara mais lindo do mundo. E porque? Ele deve ser carinhoso e trata-la como rainha. Outro exemplo, é o cara curtir uma mulher que pesa mais de 100 kgs, e daí? Quando se ama, a imagem que os olhos refletem será sempre da perfeição.

Anita: to bege! Você não existe Diego.

(...)Sentir-se amado é ver que ela lembra de coisas que você contou dois anos atrás, é vê-la tentar reconciliar você com seu pai, é ver como ela fica triste quando você está triste e como sorri com delicadeza quando diz que você está fazendo uma tempestade em copo d´água. "Lembra que quando eu passei por isso você disse que eu estava dramatizando? Então, chegou sua vez de simplificar as coisas. Vem aqui, tira este sapato."

Anita: o que ela viu em voce que não curtiu?

Eu: Ela não viu. Eu vi tudo nela que eu sempre quis, até o que outros apontam como piores defeitos dela, eu vi como os melhores defeitos do mundo. Mas ela não chegou a ver nada em mim. Deve ser por isso então. Não deu tempo.
(...)Sentem-se amados aqueles que perdoam um ao outro e que não transformam a mágoa em munição na hora da discussão. Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente bem-vindo, que se sente inteiro. Sente-se amado aquele que tem sua solidão respeitada, aquele que sabe que não existe assunto proibido, que tudo pode ser dito e compreendido.”
Anita: Sabe Diego, falando como uma irmã pra você. Eu sei que ela deve ter te magoado muito, mas o que te machuca mais é o silencio e o desprezo dela.
Eu:....
Anita: ok, não precisa dizer nada...
Seguimos dirigindo em direção ao supermercado extra 24hrs.
(...)Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é, sem inventar um personagem para a relação, pois personagem nenhum se sustenta muito tempo. Sente-se amado quem não ofega, mas suspira; quem não levanta a voz, mas fala; quem não concorda, mas escuta.”
(...) By Martha Medeiros.

6 comentários:

Sissym disse...

Puxa, gostei do layout! Está bonito. Mas sabe que tem uma foto de um cara barbudo que mais parece um ser pré-historico. O dono deste "reino" é bem mais bonito, quem sabe vc troca a foto "dele" pela sua?! kkkkk

Lindo texto Diego, vc tá precisando virar o disco. Queria que soubesse que quando meu casamento terminou, o meu sofrimento não foi pelo fim, eu já havia virado a página, nunca sofri por isso. Apenas lamentei tudo o que aconteceu, não precisava ser nada tão tipo filme de terror B.
Quanto a saber ter dado um fim dentro de mim foi bom demais.
Contudo, já lhe contei que uma vez conheci um cara que eu o dispensei por pura tolice minha, esta mancada sim, que jamais esqueci, mas não deixei de tentar ser feliz e amar e ser amada. Ainda acredito nessas coisas, embora pareça utopia.

Beijocas

Fernandez disse...

Grande amigo Diego!
Adorei o texto! Certamente a beleza está nos olhos de quem vê. O que importa é amar e se sentir amado.
Nunca devemos parar de tentar ser feliz, pois a felicidade só vem quando as portas estão abertas.
Parabéns pelo texto, adorei o link do teu texto com o da Martha Medeiros, ficou muito bom.
Forte abraço, Fernandez.

Vanda disse...

Gostei do texto!! Ah, só pra contar: Adoooro Rihana!

O lay é novinho hein???

Gostei beijuu

Gookz disse...

você consegue superar...

Valéria Braz disse...

Dieguito apaixonado... quem ama, ama a essência... ama aquilo que está escondido dos olhos... ama o que é e o que pode ser.... quem ama, não distingue tipo físico, distingue sensações!
O amor existe até onde existe uma única emoção a viver, consentir!
Beijo no coração

Geraldo disse...

Olá Diego,

O desencanto do amor.. tu escreve isto muito bem..

Mas claro que gostaríamos que fosse diferente, mas este romance parece ser Jack & Kate não te acha?

Abraço

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments