13 de dez de 2009

Eu, as patroas e as crianças. Episódio: Castigo vem a cavalo.



Tem quem interprete essa letra assim: "eu entendo a letra como: ela o ama, mas ele tem outras..e ela, por um tempo, aceitou a situação..depois decide que ela quer ele só pra ela mas não seria justo cobrar fidelidade, visto que ela acha ele muito bom! conclusão: baixa auto estima.

Na visão de outros: Fala do amor livre. do relacionamento aberto. para o autor, o amor não pode haver ciúmes e nem pode ser possessivo.

Essa musica fala de um certo egoismo relacionado ao amor, tentando mostrar que nao devemos ficar limitado a uma so pessoa, temos que da espaço pra as outras (nossos filhos,irmãos, pais,amigos,…)
e não somente a nossa parceira.

Mudando de assunto...


Acho que nem sentiram minha ausência. Motivo? A genitora 1 chegou.
A recepção:
Relatei no post anterior Que precisaria de paciência e sapiência para suportar a batalha que enfrentaria. Mas a vida nos prega peças. O destino é implacável.
Estava eu preparando as meninas para a chegada da mãe, ouvindo e tentando responder as perguntas que elas faziam a cerca da ansiedade e curiosidade a respeito da mãe.
Eis que chega a GENITORA 1.
Amigos, pense num homem com a maior cara de bobo. EU! Pois é, eu tentei não olhar de primeira para ela assim que entrasse. Mas não resisti. E quando meus olhos direcionaram a ela.  Eu fiquei paralisado, olhando a mulher como se nunca a conhecesse, ou estivesse sendo a primeira vez. Foi um misto de encanto e surpresa. Eu pensei logo: “- Nossa, é a mãe das meninas? Não pode. Está diferente. Tudo nela está diferente. Tem algo muito estranho.”
Ela primeiramente se dirigiu as meninas, abraçou as duas, e tal...E eu olhando...
Aí ela veio em minha direção (coração começou a acelerar). e me disse:
- Oi Diego, tudo bem?
Fiquei uns segundos sem responder. Daí precisei acordar do transe e respondi.
- uhum, tudo bem.
Puxa, até o tom de voz dela ta diferente. E o cheiro também. Perfume gostoso. Mas o que é isso que estou pensando e sentindo? Acorda Diego! Essa é a mãe das meninas. Aquela que fez da sua vida por 5 anos um INFERNO. Esqueceu?
Daí, ela voltou a dar atenção as meninas. E eu fui me afastando disfarçadamente. Chamei a minha mãe e perguntei se apenas eu estava ficando doido em achar que a mãe delas estava diferente. Parecia outra. Minha mãe diz?
- Junior, você está doido ou apenas se fazendo? É a mulher que você fez duas filhas com ela. Como se espantar e achar que ela esta diferente?
- Mãe, mas ela não era assim atraente, esse mulherão com tudo “ão”.
Minha mãe faz cara de quem está realmente me achando doido e diz:
- Filho, disfarça um pouco. Fecha essa boca, babe menos, porque vai começar a dar bandeira.
Daí, fiquei meio que de longe observando ela e as filhas conversando. E comecei a passar de um vão pra outro da casa (tentando disfarçar que não estava preocupado e nem aí com a situação). Parei e fiquei observando e pensando. Desenterrando os momentos do passado que eu e ela vivíamos em pé de guerra. Só que nem assim conseguia sentir repugnância ou raiva por ela está ali. Foi quando fiz cara de paisagem (aquela cara de sem noção bocó). Ah, para! Não vou ficar aqui feito um menino curioso com cara de pastel. (morrendo de ciúmes também pelo fato das meninas né?)
Me aproximei delas e perguntei se ela precisaria de alguma, caso precisasse era só pedir e tal.
Ela responde dizendo que está tudo ok, não precisaria de nada. (falando muito bem suave, doce e meiga) NOOOOSSSSA! Mudou mesmo.
A tarde eu falei que ia sair com os amigos (os bichos do mato) quem acompanha o reino já sabe quem são. (foi um teste, pra saber se ela ia surtar, e bla bla bla). Pois é, ela não surtou. Quando ela me viu pronto, ainda arrumou a gola da minha camisa, falou que meu cabelo ficava melhor se eu desse uma arrepiada em cima com gel e tals...e que a calça bege ficava melhor com aquela camisa. E eu, fazendo aquela cara de paisagem. Saí todo bonitinho e bem cuidado. Hummmmm. Espanto!
Quando cheguei (quase meia noite, foi pra provocar também, pra ver se a mascara caia e o disfarce também) caiu foi a minha cara, isso sim. Eu fui ver as meninas no quarto delas, e elas não estavam lá. Já tremi né? Depois fui no quarto da GENITORA 1. E as meninas estavam la dormindo, livros de historinhas largados na cama e a própria dormindo também. Levei as meninas pro quarto delas. E a genitora 1 acordou. Quando desci pra beber água, ela também estava lá. Daí chamei ela pra conversar. Sentamos, tomamos água, perguntei como foi a viagem, e bla bla. Ela disse que eu continuava o mesmo boêmio e com insônia. Daí falei:
 - já que estamos sem sono, vamos brincar?
- brincar? Que brincadeira Diego?
- De fazer menina! (tom de cinismo)
- Vai começar? Estou de boa e sem nenhum pingo de vontade pra gerar briguinhas.
- Nossa, só tava querendo descontrair. Mas é assim ó. Tem uns pacotes de balões ali, vamos ficar na sala, conversando e enchendo balões, pra ver quem tem mais fôlego em conversar e encher. Quem encher mais ganha. Eu fico com as azuis e você com as vermelhas.
- Eu topo. Sempre curti essas suas loucurinhas infantis.
E começamos a conversar e encher. E eu só pra ganhar, contava piadas e fazia ela rir pra ela não ter fôlego pra encher mais.
Sei que nessa onda. Ficamos até 5 horas da manhã. E quando vimos a sala cheiaaaaaaaaa de balões. Eu subi e a caçula já estava acordando, e falei pra ela ir ver o que aconteceu na sala.
Ela desceu e quando viu, correu chamar a Irma. E foi aquela festa. Eu, a patroa(1) e as crianças brincando com os balões. Quem escutasse, ia pensar que moram loucos ali. (loucos e felizes).
Depois, veio a bronca da minha mãe. Que dormiu aqui em casa achando que ia precisar segurar a Genitora(1) caso houvesse briga. Acordou, ficou horrorizada com a cena.
Agora, as crianças e a patroa (1) estão passeando lá fora. Eu aqui sentado relatando. E não vou demorar aqui. Porque preciso ficar de olho nelas (já fui ali na sacada umas 3 vezes espiar o que elas estão fazendo.
Bom domingo pra todos...
P.S: Ventos sopram, nos mostram direção...





(VIRAMOS EM-CANTO.)

2 comentários:

WANDER.CHEF disse...

NADA MELHOR QUE UM DIA (OU ALGUNS) APÓS O OUTRO, COM O BOA NOITE DE SONO NO MEIO.
BOA SORTE AMIGO, E APROVEITA E SEJA FELIZ... VC A PATROA E AS CRIANÇAS!
FELICIDADES, PAZ E MUITO AMOR!

Serenissima disse...

Eu disse que íamos ter boas histórias nesse encontro... já começou.
Gostei!
Parece que o desejo de "Boa Sorte" funciona, então:
BOA SORTE.

Abraço,
Serenissima

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments