1 de nov de 2009

Anjo e diabinha se encontram no halloween



Depois que você é pai, não tem mais direito de se fechar numa concha. Seja lá por qual motivo for.

Finalmente, depois de uma batalha árdua, conseguiram tirar o Mr.Jones do mundo dele. Aí você se pergunta: “E qual é o mundo do Mr.Jones?”


Raras são as pessoas que conhecem esse mundo. E se eu disser que o meu mundo não é em outro planeta e nem em outra dimensão.


É aqui, no meu coração. Onde se encontra o SEGREDO. Meu coração é terra que ninguém pisa, e quem ousou pisar, não foi feliz.
Voltando ao assunto da concha. Eu estava querendo ficar sozinho e sem falar com ninguém por um breve tempo. Precisava me interiorizar. Mas não consegui. Meus amigos conseguiram de um modo quebrar o cadeado da minha concha. E me convidaram para uma festinha de halloween. E cadê vontade de ir nessa coisa?


Eu disse que ia. Mas não ia caracterizado de monstro. E eu fui.
Fui de ANJO. É? De anjo mesmo. Sunga branca, asas, e aquela roupa parecendo de romano. Só que fui com arco e flecha.


A festa estava animada, cheia de monstros para tudo que é lado. O anjo ficou sentado apreciando o ambiente horripilante da noite das bruxas.
Como em tudo que é lugar tentações aparecem...
- Primeira vez que vejo um anjo em festa da bruxa. Se seu objetivo era ser o diferente na festa, conseguiu!


Olho pro lado, e vejo uma diabinha. E eu respondo:
- oi, pois é, eu resolvi me caracterizar dessa forma em protesto viu?
Diabinha: Você não parece ser um homem sério. Manda um sorriso aí pra eu ver.
Anjo: Hoje seria meio difícil. Mas me faça rir então com alguma travessura, já que você é uma diabinha.


Diabinha: posso te fazer umas perguntas:
Anjo: Nossa, porque mulheres adoram perguntar? Depende da pergunta.
Diabinha: seu problema é paixão?


Anjo: não posso me apaixonar. Anjos não se apaixonam. Se porventura ocorrer de um anjo se apaixonar. Ele vai sentir dores como se despencasse de um arranha-céu.
Diabinha: com certeza você sentiu essas dores.
Anjo: Sim, senti. E por esse motivo ando fugindo de amores.


Diabinha: motivo do arco e flecha?
Anjo: Evitar que o amor se aproxime de mim. Eu uso as flechas para transferir esse amor para outra pessoa.
Diabinha: você é doido né?
Anjo: num sei, pode ser, talvez.
Diabinha: o que você esta bebendo?
Anjo: água


Diabinha: você é desse mundo? Ou veio pousar nessa festa a procura de salvar uma alma.


Anjo: Se for a sua, ficaria difícil. Você esta de diabinha. Porque escolheu essa fantasia?
Diabinha: porque o fogo das trevas me avisou que eu encontraria um anjo revoltado, doido e alucinado na festa hoje.
Anjo: ahahahhaha
Diabinha: consegui fazer você sorrir. E gostei do seu sorriso. Mais ainda que, você também sorri com os olhos. O Anjo tem celular?
Anjo: NÃO!


Diabinha: então o anjo tem nome pelo menos né?
Anjo: Anjo Malcriado.
Diabinha: Um prazer em te conhecer ANJO MALCRIADO. (rindo)
Depois de um minuto de silêncio...


Diabinha: O anjo malcriado aceitaria dançar?
Anjo: topo.
Final de festa...
Diabinha: Anjooooooooooooooo!! Quando a gente vai se ver de novo?
Anjo: num sei, pode ser no próximo halloween, ou quem sabe em algum exorcismo por aí.


Diabinha: Você é louco, mas amei conhecer você. Até a próxima.

E assim foi a noite do halloween. Um anjo torto malcriado conheceu e dançou com uma diabinha travessa e curiosa.




3 comentários:

LISON disse...

Saudações!

Amigo Diego,

Excelente narrativa, você consegue nos segurar do inicio ao fim...Ótimo Post!
Parabéns Anjo Diego!
Abraços!
LISON.

arte-e-manhas.com disse...

Diego,
Endoideceste de vez... Anjo? Ai valha-me o Nicolas Cage! Claro que ninguém te 'comprou', não é?!...

Beijos
Luísa

Sissym disse...

Anjo... em Charmed ele casou com uma bruxa do bem, sabia?!?! Foi tudo complicado, mas eles se amavam!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments