14 de out de 2009

A dura arte de ser pai

Muito bom de ler essa postagem acompanhada com essa música

Depois daquela postagem anterior (desabafo). E de ver o que os Papais de hoje me orientaram de como é criar filhos (no geral). Vi que vou sofrer pacas quando as minhas filhas se tornarem aborrecentes. (adolescentes)


E pelo que entendi. Não adianta de nada aquela psicologia aplicada que podemos ver em livros conforme o colega comentou. Agora pergunto: - como criaturinhas que nem se quer a maior idade chegam, e já vão querendo controlar os pais e querer dominar o mundo?


Na minha adolescência então, eu fugi a essa regra padronizada pelos adolescentes problemáticos. Eu não queria dominar o mundo e nem desobedecer aos adultos. Eu queria aprender. Era curioso e observador.
Quando li a opinião (comentário do amigo) sobre stress que os filhos nos causam, sinceramente me deu medo. Puxa, se nem os livros que ele leu o ajudaram na situação. Então só me resta pedir a Deus que ao menos alivie o meu pesar de ser pai de DUAS ADOLESCENTES.


Um outro amigo usa a estratégia do olhar(CUIDADO TO DE OLHO EM VOCÊ!) Ele basta olhar pro garoto dele, que o menino já sabe que se vacilar, dançou!

Pelo que comparei, não tem aquela que moças dão mais trabalho que os rapazes. Estão todos no mesmo patamar.


A Sansara, uma amiga. Ela disse que vou pagar os meus pecados (o que fiz com as exs) com as minhas filhas quando estiverem moças arrumando namoradinhos. Ela me caracterizou atendendo a porta para um pretendente de uma das minhas filhas assim: Eu com aquela roupa do Indiana Jones. Com uma faca submarina amarrada na perna. Com um chicote na mão. E fazendo cara de LOUCO para amedrontar o pretendente.


Uma outra pessoa me disse que serei aquele pai babão para o resto da minha vida com elas. Tipo aquele que será o escravo sabe? Dar as chaves do carro, ir buscá-las onde estiverem não importa a hora da noite. De socorrer em casos de emergência. De deixar sair pra qualquer balada. De deixar o pretendente dormir na minha casa (DUVIDO QUE EU DEIXAREI).


Depois as mulheres (mães) acham que os pais são ausentes e não sabem administrar nada em relação aos filhos. E aposto que a maioria que está lendo, vai concordar que quem estraga a educação deles são as MAMÃES.


Lógico que sim. Eu tive um amigo que era uma PRAGA de ruim. Aprontava tanto, fazia cada arruaça. E o pai queria colocar ele nos eixos, e a mãe passava a mão na cabeça dele ao invés de corrigir o erro que ele fez. Que feio né? Ela estava criando um monstro, isso sim.

Não sei o que me aguarda no futuro. Mas vou ter esperança que não vou sofrer tanto. Sei com toda certeza do mundo que irei me acabar de chorar no dia do casamento delas. Choro de alegria com um “pouco” de tristeza. E que nessas horas o que deve passar na cabeça de qualquer pai, é que não acreditará que aquela menininha que ele carregou no colo, deu banho, deu papinha, brincou e ensinou a andar...É uma mulher, e vai seguir a vida ao lado de um outro homem, e amá-lo. Dizem que isso não fará que ela ame menos o pai. Dependendo do pai né? Nem todos os pais são santos e bons. Mas aos pais merecedores desse amor. Aquele que fez tudo que podia para protegê-las do mundo cruel que tem lá fora.


Nessas horas eu penso que, elas vão embora um dia. E vou olhar para os lados, e creio eu que terei uma “esposa”, que terá só para ela minha atenção, dedicação, mimos, paparicos e muito amor...Só para ela. Os filhos se vão quando casam, mas ficam o pai e a mãe. Como dizem por aí: “CUIDE BEM DO SEU AMOR”
Eu não quero pensar agora no futuro. Elas se casando, tendo filhos etc.


Quero curtir o agora, o hoje. Por isso que, preciso APROVEITAR e muito a companhia delas agora enquanto são pequeninas. Agora que elas querem só a atenção e o amor do pai. Preciso aproveitar, porque nessa época o amor delas é só MEU. Quando elas em chamam para ver desenhos com elas. Ou para que eu ensine a lição da escolinha. Ou quando tem pesadelo a noite e diz: “Pai, me leva pra dormir com você, tem monstro aqui” e eu tenho o abraço mais forte do mundo. O “eu te amo pai” mais lindo de se ouvir. E isso não tem MASTERCARD que pague!



P.S: Coisas da vida. Ontem eu tive vontade de te abraçar. Parecia que conseguia te alcançar mesmo você estando aí. Agora eu entendo o quanto é valioso poder fazer isso na hora que quer, e com a pessoa certa.
Se isso será para sempre, se o ‘pra sempre’ realmente existe, eu não sei. O que eu sei é que tudo que eu aprendi nessa vida sobre amor, tempo, fim, começo, paixão, certo, errado, flores, sonhos, controlar impulsos e “eu-te-amo”… eu aprendi com VOCÊ!
Obrigado.


8 comentários:

Beta disse...

Que bom ver que ainda existem pais realmente presentes!
Parece que isto está um pouco em falta no momento!

bjkas

Chica disse...

Por certo terás trabalhos, mas alegrias muitas tambpem.E depois, essa fase PASSA!!! Eu tive 4 aborrecentes juntinhos...Foi de matar, passou...Força na peruca!!!rsrsrabração e não sofre com antecedência,tá?chica

Principe Encantado disse...

Quando nasci tenha os olhos fechados, já reparou como eles nascem hoje? Por essa e outras razões hoje encontramos muita dificuldades em acompanhar esses saldadinhos.
Abraços forte

Dri Viaro disse...

Diego, vc tem sorte de serem filhas mulheres, pq a mulherada qdo casa, leva o marido pro lado da familia dela, já o filho homem vai embora com a esposa. Por isso eu quero muito que qdo Alezinho se casar encontre uma mulher orfã, assim ele não sairá do meu lado.rsrsrs

bjsss


ah, ve se para de fazer tanto filho por aí né?

Sandra F. disse...

Baby

Eu também prefiro não pensar na época em que meu filho vai começar a sair para as baladas. E espero que namore alguma garota que eu goste ahahahaha (será que terá alguma?). Bem, os filhos crescem e seguem seu caminho e a nós cabe ter a consciência tranquila de ter dado a eles todo nosso carinho, amor e mostrado a direção certa para eles absorverem o aprendizado. Alguns 'pais' não terão esse privilégio.
Apesar de doer um pouco, vê-los se tornarem responsáveis deve proporcionar uma sensação fora do comum né? (Mesmo assim espero que o tempo não corra rs).
Os filhos se casam e deixam os pais namorarem em paz ahaha.

Bjs

Sissym disse...

Diego,

queria dizer a vc que não tem receita, o tempo todo eles vão crescendo e modificando o temperamento, precisamos amar e mostrar o caminho, e rezar para que eles assimilem alguma coisa. Não importa quem educa, o pai a mãe ou ambos, mas que tudo seja sadio e de bom exemplo. Ser adolescente, depende, tenho amigas, a minha irma tambem, ninguem teve estresse... então, depende de nós e da índole deles, que existe e é pessoal.

Bjs

Nica disse...

Não acho que deva ser um desespero... tudo depende da boa comunicação. É a chave do sucesso. Tem que dar espaço e saber se comunicar. Mas claro... também tem que saber a hora de prender.
Mas não é o fim do mundo! Ainda mais com crianças bem educadas.

Sandra F. disse...

Voltei pra dizer que você acertou na música, adoro rs, você sabe! "Lady in Red".
Eu li esse post com o Mozilla e não ouço música, entrando com o IE sim.
É linda demais!
Beijos.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments