8 de set de 2009

A inconstância dos desencontros


Pois é Zizi, também fiz besteiras por amor. 

Cometi absurdos por amor.

Até perdi....Por amor.

"Por Amor - Zizi Possi"

Eu conheço tua estrada
Cada passo que darás
Teus desejos calados, teus vazios
Pedras que afastarás
Sem jamais pensar que eu
Como uma rocha
Volto sempre pra você
Eu conheço a tua respiração
Tudo o que você não quer
Você sabe bem que o que você está vivendo
Não é vida, mas não quer reconhecer
Só se o céu, este céu, em chamas
Desabasse sobre mim
Como um cenário caindo sobre um ator.

Por amor
Você já fez alguma coisa
Apenas por amor?
Já desafiou o vento e gritou?
Já dividiu o próprio coração?
Já pagou e apostou várias vezes
Nessa mania
Que afinal segue sendo só minha

Por amor
Você já correu até ficar sem fôlego?
Por amor, já se perdeu e se reencontrou?
E tem de me dizer agora
Quanto de você colocou nesta estória
O quanto acreditou nessa mentira
Só se um rio se levantasse dentro de mim
Como uma enchente
Como o nanquim da pena de um pintor

Por amor
Você já esgotou sua razão?
Teu orgulho até o pranto?
Você sabe, esta noite eu fico
Mesmo sem nenhum pretexto
Apenas essa mania
Que ainda é forte e minha
Dentro desta alma que você dilacera
E eu te digo agora, com sinceridade
Quanto me custa não saber, que és meu
É como se esse mar todo
se afogasse em mim."

3 comentários:

Principe Encantado disse...

Falar mais o quê? Zizi, maravilhosa e a letre posta por voc~e traduzida nos mostra a total sencibilidade melódica, muito bom companheiro dos sofrimentos e dores.
Abraços forte

Joselito disse...

Por amor? Oh loco, fazer tudo isto? Sei lá, acho que sou um vulcaniano ... muito sacrificio ...

Wanderley Elian Lima disse...

OLá Mr. foi ótimo visitar seu blog e deparar um esta linda música cantada por esta fantástica cantora. Amei.
Abração

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Intense Debate Comments